segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Vós sois o meu natal




Vai ser natal, mais um dia que tenho para vos sentir
Como todos os dias que vos tenho na minha voz
Com lembranças do outro natal, em que nós
Nos oferecemos alegria e a promessa de sempre sorrir.
E sorrimos e brincamos todos os dias
Mesmo um pouco longe, quando tive que partir
Mas ficou o meu coração para nos unir
Para convosco sentir todas as alegrias,
E a promessa de sorrisos que tivemos de cumprir.

...Passou um ano, tão depressa...tão feliz
E agora de novo, juntos vamos estar
E é com a mesma promessa que eu vou ficar
De que esta felicidade que eu sempre quis
Veio para sempre connosco morar
E fazer com ela sempre como fiz
Que o melhor que tenho para vos dar
É sentir assim, como eu sou feliz.

...Vai ser natal, vamos também brincar
Tenho estado com os meus botões a pensar
Em outras prendas interessantes para vós,
Um carro de bombeiros, a bela adormecida,
Um chocolate recheado com noz,
Um elefante com a tromba comprida
Um livro de contos, uma história de embalar,
Um jogo de dados, um retrato dos avós,
Um palhaço com uma perna partida,
Um carro bem rápido, um urso polar,
A pipi das meias altas com os seus totós,
Um robot que obedeça de cabeça erguida,
E um anjo celeste que possa anunciar,
Que o natal é uma festa de todos nós.

...Vai ser natal, mais um dia aí vem
Como todos os dias, nos vamos divertir
E muitos outros dias irão ser também
Dias de natal que nos farão sorrir.

Feliz natal meus filhos.

Eduardo Mesquita.

Sem comentários:

Enviar um comentário