Vem aí o Natal


...Já passei o fim de semana com os meus filhos. Tudo foi diferente. De novo tive companhia, a melhor companhia que Deus me podia ter dado.
O tempo passou depressa, mas foi muito bom. Senti-me como se nada tivesse acontecido de mal anteriormente; foi bom sentir os meus filhos acordar depois de tanto tempo de ausência. Parece que até eu acordei de um sono profundo, sem ter que me preocupar com nada, com maus pensamentos, com as pessoas. Senti que de novo vivia para alguém, que estava junto de mim. Parecia um sonho, mas desta vez era a própria realidade: de novo ouvi os meus filhos chamar-me PAI.
E' assim que eu vou gostar de viver para sempre. Vou aproveitar cada um destes momentos, para sentir que são os únicos momentos que vivo. Vem ai o Natal, mas o mais importante para mim é que vem ai os meus filhos de novo. Vai ser bom ouvi-los pedir um copo de sumo, ouvi-los pedir "pai vem brincar connosco",vai ser bom vê-los adormecer de novo e sentir que a sua presença foi uma dádiva que Deus me deu como uma bênção.
Vou regressar ao trabalho amanhã, muito cedo e levo comigo três dias de vida que representam para mim "A minha vida em três dias".
Estive com eles todos os dias, depois da escola, estive todos os dias com a felicidade, que não sei descrever, porque as palavras não existem nos meus sentimentos. Vem ai o Natal, a festa das crianças, a minha festa...

Eduardo Mesquita









Comentários