domingo, 5 de julho de 2009

Existencia


Quando o meu rumo se perde no infinito,
e um labirinto de duvidas me invade,
procuro em dois anjos, saber a verdade
que Deus me ofereceu,num momento bonito.

São eles que me guiam,nas ruas da cidade,
e me acalmam quando estou aflito.
Quando em noites de insónias me agito,
eles me adormecem e finda a tempestade.

São a minha vida, são a minha existência,
são tudo o que tenho para me orgulhar,
são o meu perdão,neste mundo de inclemência.

Agora só peço a Deus,forca para lutar,
Mesmo sentindo,amargamente a sua ausência,
sempre em pensamentos comigo irão estar.

Sem comentários:

Enviar um comentário